Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

//

Breaking News

latest

Projeto de Delmasso que institui a campanha Março Vermelho é aprovado na CCJ

A proposta é conscientizar a população sobre a prevenção de doenças infectocontagiosas, e também homenagear aqueles que estão na linha de fr...



A proposta é conscientizar a população sobre a prevenção de doenças infectocontagiosas, e também homenagear aqueles que estão na linha de frente

Foto: Rogério Lopes.

Nesta terça-feira (23), foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o projeto de Lei 1291/2020 que institui a campanha "Março Vermelho" para conscientizar a população sobre o combate ao contágio de doenças infectocontagiosas e homenagear os profissionais de saúde no DF. De autoria do vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Delmasso (Republicanos), a proposta é que sejam promovidas questões sobre a importância na identificação das informações falsas divulgadas por meios de comunicação, que podem contribuir para o aumento das epidemias e o risco para a saúde da população.

O objetivo do projeto é que durante a campanha, sejam veiculadas as formas comuns de transmissão e infecção dos vírus que causam doenças respiratórias, e também as formas de prevenção ao contágio destas infecções, como o correto uso de máscaras de proteção e os procedimentos de higiene. Delmasso explicou que a escolha do mês de março se deve ao primeiro caso oficialmente confirmado de contágio do novo coronavírus. "Devemos usar este marco como forma de luta no combate a esse mal e também homenagear aqueles que estão na linha de frente", frisou.

A proposta estabelece que nesse período, nas escolas públicas implantarão em seus currículos escolares ações de conscientização sobre a transmissão e prevenção às doenças infectocontagiosas. Estabelece também, que o Governo do Distrito Federal (GDF), junto com o governo federal, promoverá campanhas de vacinação contra gripes.

O parlamentar completou falando sobre as ações que podem contribuir com a saúde da população. "Sabemos que a partir de agora vamos viver um novo normal e com isso precisamos ter ações constantes para aprendermos a viver de forma mais protegida e consciente".

Nenhum comentário

Usuários online