segunda-feira, 19 de outubro de 2015

ARTIGO: Saúde não é negócio


*Em 1979 foi iniciado o Plano de Assistência à Saúde no Distrito Federal que estabelecia o princípio da universalização, regionalização e hierarquização dos serviços públicos de saúde. Posto em prática com a construção de centros e postos de saúde, hospitais e serviços correlatos, distribuídos uniformemente de acordo com a densidade populacional, ofereceu resultados surpreendentes. Profissionais engajados na nova sistemática, além da novidade da ação dos recém-criados agentes de saúde junto à comunidade, proporcionaram, não só facilidade ao atendimento, como resposta epidemiológica expressiva. Para ter-se uma idéia, a mortalidade infantil na cidade satélite de Ceilândia, então com 300.000 habitantes, que era de 100 crianças, no primeiro ano de vida, em cada 1000 nascidas vivas, caiu para 30 em pouco mais de dois anos. Eram 70 bebês salvos a cada ano, só em Ceilândia.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

CCJ do Senado aprova a criação de 8 mil cargos efetivos no governo federal

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (14/10), projeto de lei da Câmara (PLC 99/2015), do Poder Executivo, que cria cerca de 8 mil cargos efetivos na administração pública federal, em áreas como saúde, educação e segurança pública. Aprovado o parecer favorável da relatora, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), a proposta segue para votação no Plenário do Senado.

Vanessa Grazziotin se disse favorável à iniciativa em razão da necessidade de criação e transformação dos cargos e das funções públicas previstas para facilitar o bom funcionamento da máquina pública. De acordo com o texto do Executivo, o provimento dos cargos — com os respectivos concursos públicos — ocorrerá de forma gradual, condicionado à expressa autorização em anexo próprio da Lei Orçamentária Anual. Ou seja, dependerá da disponibilidade orçamentária. O impacto da medida foi estimado pelo governo em R$ 958 milhões por ano.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Servidores da AGU se voltam contra Adams

O ministro-chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), Luís Inácio Adams, enfrenta uma rebelião interna que começa a atrapalhar o funcionamento do Executivo no momento em que as crises política e econômica chegam ao seu auge.

Foto: Internet.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Gran Cursos promove aulões beneficentes pelo Dia das Crianças

Tema da maratona de aulas será o concurso da Secretaria da Criança do DF



O Gran Cursos promove no próximo sábado, 10, um aulão beneficente em prol do Dia das Crianças. No lugar do valor da inscrição, interessados se inscreverão a partir da doação de um brinquedo novo, que será entregue a crianças carentes. Como tema da maratona de palestras, está o concurso da Secretaria da Criança do Distrito Federal, lançado recentemente.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

GDF suspende concursos públicos

O governo publicou no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (30) um decreto que suspende a realização de novos concursos públicos no Distrito Federal. A medida vale para contratações da administração direta, autarquias e fundações, além de empresas públicas do DF.

Pelo decreto, as únicas exceções são os concursos para as áreas de educação, saúde e segurança. A suspensão será mantida até que o GDF reduza os percentuais de gasto com pessoal em relação à despesa corrente líquida. O governo ultrapassou o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

É possível consultar os locais de votação para conselheiros tutelares

Qualquer pessoa com título de eleitor pode participar do processo de escolha que ocorre no domingo (4). Serão selecionados 200 titulares e 400 suplentes

Está disponível a consulta dos locais de votação para a escolha dos conselheiros tutelares de Brasília — quadriênio 2016-2019. Além disso, desde as 14 horas desta quinta-feira (1º), ocorre audiência pública para sanar dúvidas de eleitores e candidatos e apresentar o sistema de votação. O encontro é na Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação, na 907 Sul.

O pleito ocorrerá no domingo (4), das 9 às 17 horas. Para saber o local exato, é necessário acessar o portal da Fundação Getulio Vargas (FGV), ligar para o telefone 156, opção 9 ou ir a um dos postos do Na Hora. Nos três casos, deve ser informado o número do título de eleitor — que precisa ser levado no dia da votação, quando também será pedido um documento oficial com foto.

Publicidade

Publicidade

Usuários online

Publicidade