domingo, 28 de fevereiro de 2016

Antes de nomear concursados, governo vai recriar Simve

O Portal da Transparência do governo estadual já consta a contratação de empresa que irá realizar processo seletivo para contratar 1.000 mil servidores temporários para atuar na Polícia Militar

Eles serão locados em áreas administrativas da corporação. O Simve (militares com status de policiais, sem concurso) foi barrado por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Apesar de ter sido anunciado em julho do ano passado, foi só após o aprofundamento da crise na Segurança Pública que o governo decidiu acelerar o processo. Alvo de críticas do Ministério Público do Estado de Goiás, que alega se tratar de uma manobra para a recontratação dos policiais do Serviço de Interesse Militar Voluntário Especial (Simve), demitidos após decisão do STF.

Com salários de R$ 1.019,25 e R$ 1.700,00, respectivamente, muito abaixo dos servidores efetivos, os contratados irão ocupar as vagas de policias que estão no serviço interno, o que em tese liberariam mais policiais para atuar nas ruas – situação que fatalmente adiará ainda mais a divulgação de novos concursos. Nada impede, entretanto, que sem fiscalização, os administrativos sem concurso sejam usados para serviços de rua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade

Usuários online

Publicidade