segunda-feira, 17 de junho de 2013

Ministérios da Fazenda, Justiça e Comunicações abrem inscrições para 591 vagas


Interessados em garantir uma vaga nos Ministério da Fazenda (MF), da Justiça (MJ) ou das Comunicações (MC) já podem se inscrever nos concursos públicos dos órgãos. No MF são 347 vagas, no MJ 125 e no MC 119 oportunidades. Todas as chances são de nível superior e os salários podem chegar a R$ 8,3 mil. Confira a seguir as definições de cada seleção.

Fazenda
As vagas são para cargos de analista técnico-administrativo (192 vagas) (qualquer área de formação), engenheiro (58), contador (47), arquiteto (31) e pedagogo (19). Interessados podem se inscrever até as 23h59 do dia 30 de junho, por meio do site www.esaf.fazenda.gov.br. A taxa de participação é de R$ 90.

Os salários de analista técnico-administrativo, contador e pedagogo são de R$ 3.977,42 e para arquiteto e engenheiro são de R$ 5.081,18. Do total de chances, 129 são no Distrito Federal, 15 na Bahia, 14 no Ceará, uma no Espírito Santo, duas no Maranhão, 21 em Minas Gerais, duas em Mato Grosso do Sul, duas em Mato Grosso, 17 no Pará, duas na Paraíba, 14 em Pernambuco, 22 no Paraná, 29 no Rio de Janeiro, duas no Rio Grande do Norte, 24 no Rio Grande do Sul e 51 em São Paulo.

A seleção se dará mediante provas objetivas de conhecimentos básicos e específicos, na data provável de 1º de setembro, e prova discursiva. As avaliações serão realizadas em todas as 27 capitais brasileiras. A avaliação de conhecimentos terá as disciplinas de língua portuguesa, atualidades, raciocínio lógico-quantitativo, direito constitucional, direito administrativo e informática básica.

Justiça
Do total de vagas, sete são destinadas às pessoas com deficiência. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) é a banca organizadora e todas as vagas são para Brasília.

As chances serão distribuídas entre as funções de analista técnico-administrativo (100 vagas), administrador (10), contador (1), economista (4), engenheiro civil (8) e engenheiro elétrico (2). Todas com jornadas de trabalho previstas em 40 horas semanais. O salário será de R$ 5.081,18 para economista e engenheiros e de R$ 3.980,62 para os demais cargos.

Para concorrer ao cargo de analista técnico-administrativo o candidato pode ter graduação em qualquer área. Já nos demais cargos precisa ser graduado nas respectivas áreas para as demais funções.

Interessados podem se inscrever até 8 de julho, pelo site www.cespe.unb.br/concursos/mj_13. A taxa de participação é de R$ 65.

De acordo com o edital de abertura, haverá prova objetiva de conhecimentos básicos e específicos, no dia 25 de agosto, e prova discursiva. Ambas de caráter eliminatório e classificatório. Todas as etapas serão realizadas em Brasília.

Comunicações
Nesta seleção, as vagas são temporárias. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) é banca do certame. Os salários variam de 3,8 mil a R$ 8,3 mil.

Segundo o edital de abertura, podem se inscrever graduados em qualquer área ou na de humanas, além dos curso de direito, ciências contábeis, engenharia, administração, informática, ciências sociais aplicadas, arquivologia, economia, estatística, e tecnologia da informação. Cinco por cento das chances são reservadas a pessoas com deficiência.

Interessados podem se inscrever pelo site www.cespe.unb.br/concursos/MC_13, até 8 de julho. As taxas variam de R$ 85 a R$ 110. Haverá prova objetiva no dia 18 de agosto.

O prazo de duração dos contratos é de um ano, com prorrogação de no máximo cinco anos. Além de atividades técnicas de suporte, parte dos aprovados vai atuar nos projetos Redução de estoque de processos de radiodifusão, Cidades digitais, Sistema de alerta de emergência, Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga (REPNBL), TV Digital, Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), lançamento do satélite brasileiro, e Sistema Unificado de Informações Sobre Telecomunicações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade

Usuários online

Publicidade